Lista de versículos sobre os pecados da língua

A Bíblia tem muito a nos ensinar sobre como não usar a nossa língua e também sobre como usá-la. É impressionante o número de pecados que cometemos por meio da nossa fala (veja o próximo parágrafo). A lista de versículos a seguir não contém todos os textos que abordam essa temática, mas vários deles.

Em uma reunião de pequeno grupo com alguns irmãos queridos, fizemos a seguinte lista de pecados da língua: fofoca; mentira; gabar-se; falsa acusação; humilhar com a língua; falar palavrão (palavras torpes); jogar indiretas; reclamar (murmurar); tomar o nome de Deus em vão; xingar; autocomiseração (vitimização); omitir quando deveria ter falado; amaldiçoar;  bajular; prometer ou votar e não cumprir; falsidade; jurar em falso; falar sem refletir (ser impulsivo com a língua); conversas com conteúdo sexual sujo; brincadeiras impróprias, expressar preconceito! A lista é enorme!!

À luz da Bíblia, enquanto os olhos são a principal janela para o coração, a língua é a principal porta de saída daquilo que está dentro de nós e, portanto,
O órgão com o qual mais pecamos! E como conseguimos resolver o problema? A Bíblia não nos manda calar, mas falar aquilo que é correto. Em suma, encha o teu coração de coisas boas por meio dos meios de graça; seja pronto para ouvir e reflita antes de falar; e comece a falar coisas boas: em lugar de mentir, fale a verdade; em lugar de palavras torpes, fale palavras edificantes, em lugar de autoexaltacao, louve a Deus.

Use a lista a seguir em suas devocionais, para preparar estudos bíblicos ou para aconselhar pessoas. Espero que a mesma lhe seja muito útil! Se você se lembrar de algum versículo que deveria estar aqui e não está, coloque-o nos comentários abaixo, por favor. Bons estudos e cuidado com a língua!

Êxodo 20.7 Não tomarás o nome do Senhor, teu Deus, em vão, porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão.
Êxodo 20.16 Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
Jó 27.4 nunca os meus lábios falarão injustiça, nem a minha língua pronunciará engano.
Salmo 10.3, 7 Pois o perverso se gloria da cobiça de sua alma, o avarento maldiz o Senhor e blasfema contra ele… 7 A boca, ele a tem cheia de maldição, enganos e opressão; debaixo da língua, insulto e iniquidade.
Salmo 119.172 A minha língua celebre a tua lei, pois todos os teus mandamentos são justiça.
Provérbios 8.13 Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha.
Provérbios 10.19 No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.
Provérbios 12.18 Alguém há cuja tagarelice é como pontas de espada, mas a língua dos sábios é medicina.
Provérbios 12.22 Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor, mas os que agem fielmente são o seu prazer.
Provérbios 12.25 A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra.
Provérbios 15.1 A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.
Provérbios 15.23 O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!
Provérbios 17.14 Como o abrir-se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas.
Provérbios 18.21 A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto.
Provérbios 20.3 Honroso é para o homem o desviar-se de contendas, mas todo insensato se mete em rixas.
Provérbios 24.26 Como beijo nos lábios, é a resposta com palavras retas.
Provérbios 25.11 Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo.
Provérbios 25.15 A longanimidade persuade o príncipe, e a língua branda esmaga ossos.
Provérbios 15.26 Abomináveis são para o SENHOR os desígnios do mau, mas as palavras bondosas lhe são aprazíveis.
Provérbios 15.28 O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.
Provérbios 16.24 Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo.
Provérbios 29.20 Tens visto um homem precipitado nas suas palavras? Maior esperança há para o insensato do que para ele.
Provérbios 31.26 Fala com sabedoria, e a instrução da bondade está na sua língua. (mulher virtuosa)
Eclesiastes 5.1–7 Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus; chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal. 2 Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras. 3 Porque dos muitos trabalhos vêm os sonhos, e do muito falar, palavras néscias. 4 Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes. 5 Melhor é que não votes do que votes e não cumpras. 6 Não consintas que a tua boca te faça culpado, nem digas diante do mensageiro de Deus que foi inadvertência; por que razão se iraria Deus por causa da tua palavra, a ponto de destruir as obras das tuas mãos? 7 Porque, como na multidão dos sonhos há vaidade, assim também, nas muitas palavras; tu, porém, teme a Deus.
Isaías 6.5 Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!
Mateus 12:34–37 Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração. 35 O homem bom tira do tesouro bom coisas boas; mas o homem mau do mau tesouro tira coisas más. 36 Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; 37 porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado
1 Coríntios 15.33 Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.
Efésios 4.25–27 Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros. 26 Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, 27 nem deis lugar ao diabo.
Efésios 4.29-31 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem. 30 E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. 31 Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia.
Colossenses 3.7–9 Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. 9 Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos
Colossenses 4.6 A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.
Tiago 1.19 Sabeis estas coisas, meus amados irmãos. Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.
Tiago 1.26 Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã.
Tiago 3.2-12 Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo. 3 Ora, se pomos freio na boca dos cavalos, para nos obedecerem, também lhes dirigimos o corpo inteiro. 4 Observai, igualmente, os navios que, sendo tão grandes e batidos de rijos ventos, por um pequeníssimo leme são dirigidos para onde queira o impulso do timoneiro. 5 Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes coisas. Vede como uma fagulha põe em brasas tão grande selva! 6 Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. 7 Pois toda espécie de feras, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano; 8 a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero. 9 Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. 10 De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim. 11 Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso? 12 Acaso, meus irmãos, pode a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Tampouco fonte de água salgada pode dar água doce.
1 Pedro 2.9–10 Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 10 vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.
1 Pedro 2.23 pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando
maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente,
1 Pedro 3.9 não pagando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário,
bendizendo, pois para isto mesmo fostes chamados, a fim de receberdes bênção por herança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s