Venha o teu Reino (Mateus 6.10)

 

Jesus nos ensinou a orar “Venha o teu reino”, mas, o que isso significa? O que é o reino de Deus?

Reino de Deus é um dos assuntos centrais de toda a Bíblia, e, certamente, o assunto central do evangelho de Mateus. Assim, a resposta pode ser dada em diversos níveis de complexidade. Optamos aqui pela simplicidade.

O reino de Deus é tudo o que existe como fruto da criação de Deus. É o mundo espiritual (tão real quanto o material) e a realidade material. O reino diz respeito aos seres inanimados, aos animais, aos seres humanos feitos à imagem de Deus e a todos os seres espirituais. Todos são parte do reino de Deus. Mas não é a esse aspecto do reino que a oração se refere.

Depois que anjos e homens traíram o Rei, o reino perfeito criado por Deus foi profanado e uma categoria de seres pessoais que não fazia parte da criação original apareceu: os súditos rebeldes. Como resultado da escolha nefasta dos seres humanos, a criação material de Deus foi sujeita à vaidade (Rm 8.20) e maldição (maldita é a terra, Gn 3.17) e um reino paralelo, parasita e amaldiçoado, se instalou no reino de Deus. Deus continua sendo o rei soberano sobre todas as coisas, mas soberanamente decidiu deixar esse reino maldito existir até que ele mesmo estabelecesse novamente a perfeição, quando salvasse a todos quantos quer salvar.

Assim, o reino de Deus do qual a oração fala, é essa restauração do reino perfeito de Deus, com a punição de todos aqueles, seres espirituais e humanos, decididamente rebeldes e com a salvação e restauração ansiosamente aguardada tanto pela natureza quanto por aqueles que anseiam pela vinda do Rei e pela instauração de seu Reino. Veja como Paulo fala sobre isso:

Romanos 8.19-23 A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus. 20 Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou, 21 na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. 22 Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora. 23 E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo.

Assim, quando oramos, “Venha o teu reino”, estamos pedindo a Deus que restaure o seu reino original, expurgando o pecado de pessoas instituições e coisas, a morte, as ervas daninhas, os desentendimentos relacionais e tudo o que não faz parte da boa e perfeita vontade de Deus. É um pedido para que a shalom (harmonia divina cósmica) seja estabelecida na terra.

Foi Jesus, com sua encarnação, morte, ressurreição e ascensão quem conquistou o direito, como homem-Deus, de instaurar o reino de Deus na terra. Assim, “Venha o teu reino” é um pedido pelo retorno de Cristo e estabelecimento do seu reino eterno. O profeta Daniel, ainda no Antigo Testamento, vislumbrou o dia em que isso ocorreria, após tempos de antagonismo e grande sofrimento para o povo de Deus: “O reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão.” (Dn 7.27).

Quando Jesus voltar a essa terra, ele voltará como o vitorioso Rei dos Reis: “Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele” (Ap 17.14). Todos aqueles que foram rebeldes e preferiram se satisfazer em idolatrias serão dura e eternamente punidos. Aqueles que o amaram e serviram, reinarão com ele.

Assim, “Venha o teu reino” é a oração daqueles que estão cansados dos desmandos injustiças e sofrimentos desse mundo. É o clamor dos que desejam vitória final em sua luta contra o mundo, a carne e o diabo. É a oração daqueles que gemem junto com a natureza porque essa está sujeita à vaidade. É a oração dos santos que querem ver a shalom de Deus ser instaurada de uma vez por todas nessa terra restaurada.

Se você é um súdito fiel, ore e apresse a vinda do reino espalhando o evangelho do reino: o Rei está convidando os seus súditos para receberem perdão e seres transformados pelo seu Espírito. Se você até aqui tem sido um súdito rebelde, ainda dá tempo de se prostrar aos pés do Rei e, clamando por seu perdão, receber adoção e se tornar herdeiro real.

 

Publicado originalmente em https://portugues.logos.com, em 04/03/2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s