Pressupostos e Princípios Bíblicos Para a Educação de Filhos

PRESSUPOSTOS BÍBLICOS PARA A EDUCAÇÃO DE FILHOS

1º O lar é um microcosmos

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele” (Provérbios 22.6).

Seu lar é o primeiro mundo de seu filho, é ali onde ele aprende como se comportar no mundo e em sociedade. É onde ele aprende o caminho em que deve andar, e, seja esse caminho bom ou ruim, a tendência é que seu filho praticará o que aprendeu em casa! Ali é onde sua filha aprende a respeitar as autoridades à medida em que aprende a respeitar os pais ou a desrespeitar as autoridades e sofrer as consequências disso no futuro. Caminho aqui implica no caminho de Deus e da sabedoria. No lar as crianças aprendem a lidar com problemas à medida em que são ouvidas e incentivadas a resolver seus pequenos problemas do dia a dia.

2º Independente do tamanho de seu filho, ele é um pecador.

“Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe” (Salmo 51.5).
“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:23).

O seu filho é um pecador que precisa da graça de Deus! Desde pequena as crianças têm atitudes de birra, reação violenta, insistência em fazer coisas proibidas. Porque isso? Com quem aprendeu? Infelizmente, desde Caim e Abel, a criança já nasce pecadora e desobediente.

3º A Palavra de Deus é suficiente para a educação de sua filha!

“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” (Colossenses 2:8).
“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofisma e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão” (2 Coríntios 10.4-6)

Somente Deus, através da sua Palavra e da ação do Espírito, pode transformar seu filho de pecador em um adorador satisfeito e feliz em Cristo! Enquanto a ciência apresenta argumentos e supostas evidências, a Bíblia muitas vezes nos manda fazer algo e exige que tenhamos fé de que vai dar certo. A ciência muda e se transforma a medida em que o tempo passa, mas a Palavra de Deus dura eternamente. Podemos usar a ciência para educar nossos filhos? Sim, mas desde que usemos as Escrituras como óculos para a leitura da ciência. E onde elas divergirem, fique com o manual daquele que criou seu filho, a Bíblia que não muda!

4º Você foi o instrumento que Deus se agradou em escolher para lapidar seu filho!

“No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada” (Salmo 115.3).
“Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão” (Salmos 127:3).

Você tem o potencial para ser a melhor mãe (ou pai) para o seu filho. Busque, portanto, desenvolver esse potencial com esmero, observando como Deus quer que você seja! À medida em que você for uma boa filha de Deus, será uma boa mãe para seu filho!! Você pode aprender com a maternidade de outras mães, mas saiba que você, com as suas características, é a pessoa escolhida por Deus para cuidar dos seus filhos com as características deles!

Até aqui vimos quatro pressupostos importantes para a criação de filhos e filhas segundo Deus: (1) o seu lar é um microcosmos; (2) o seu filho é um pecador; (3) a palavra de Deus é suficiente para a criação de sua filha; e (4) você é a pessoa que Deus escolheu para educar seus filhos. Com base nesses quatro pressupostos, veremos agora 6 princípios práticos para a criação de filhos.

PRINCÍPIOS BÍBLICOS PARA A EDUCAÇÃO DE FILHOS

1º Comece a educar cedo!

“Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe. E ele me ensinava e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos, e vive” (Provérbios 4:3 e 4) (veja tb. Prov. 22.6).

Muitas vezes nós nos cegamos para certos pecados dos nossos filhos e às vezes a desculpa é a idade. Pensamos que com o tempo os filhos vão amadurecer e mudar. Isso é verdade, mas tal mudança pode ser boa ou ruim. A criança precisa ser ensinada desde pequena a ser uma pessoa boa, cidadã responsável e serva do Senhor! Ensine desde bem cedo!

2º Use sempre a verdade!

“Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros” (Efésios 4.25)
“Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna” (Mateus 5:37).

Muitas vezes, por falta de vontade de ensinar ou por não queremos criança chorando e falando em nossa cabeça, prometemos coisas para nossos filhos e não cumprimos! Isso é mentira e não dará em bom resultado! A criança perde a confiança em você e em sua palavra e isso trará complicações em outras áreas da vida dela. Seja verdadeiro com sua filha, se você prometeu, cumpra; se não vai cumprir, não prometa! Não diga que vai pensar quando você já sabe a resposta! Lute para falar sempre a verdade e em todas as situações!

3º Lute contra a predileção!

“E Israel amava a José mais do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice; e fez-lhe uma túnica de várias cores. Vendo, pois, seus irmãos que seu pai o amava mais do que a todos eles, odiaram-no, e não podiam falar com ele pacificamente” (Gênesis 37. 3 e 4).

A predileção gera inimizade entre irmãos! Muitas vezes irmãos deixam de se falar por que houve predileção por parte dos pais em casa! Por diversos motivos, inclusive de nossa própria subjetividade, teremos sempre tendência de ficar mais do lado de um filho do que de outro. Tome cuidado, portanto. Detecte com qual filho você tem mais afinidade e haja de forma conscientemente justa com todos! O negar não vai ajudar. Concientize-se e tome cuidado!!

4º Reconheça que seu filho erra e defenda a verdade.

“Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de alimentos, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel? (1 Samuel 2:29,30)
“Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados” (1 Samuel 2:12).

Seu filho erra. Ficar sempre do lado dele mostra que algo precisa ser trabalhado em você! Pais e mães com baixa tolerância a frustração tendem a ficar super chateados quando os filhos estão envolvidos em alguma confusão e geralmente jogam a responsabilidade nas outras crianças ou situações!! Desresponsabilizar seu filho de todos os seus erros cometidos contra seus amigos poderá torná-lo em um adulto irresponsável e insensível às próprias falhas. Proteger demasiadamente a sua filha poderá torná-la em uma pessoa que não enxerga o próprio erro, pelo contrário, sempre culpará os outros, inclusive você! Ajude seu filho e/ou filha a assumir e trabalhar as dificuldades deles. Não perca a oportunidade de criar uma criança que venha a ser um adulto maduro que sabe admitir e lidar com os próprios erros! O exemplo negativo de Eli, do texto acima, deve nos ensinar que essa atitude traz consequências duras, tristes e pesadas para a nossa vida e para a vida dos nossos filhos.

5º Tenha autoridade e seja humilde

“Entretanto, Jesus voltou-se, olhou para seus discípulos e repreendeu severamente a Pedro, exclamando: “Para trás de mim, Satanás! Pois não estais pensando na obra de Deus, mas sim nas ambições humanas” (Marcos 8:33)
“Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que” (João 13:4,5).

Vivemos em uma época de pouco respeito à autoridades! É em casa que seu filho aprende a respeitar as autoridades! Alguns pais e mães têm grande dificuldade de ser autoridade na vida de seu filho! Seja uma autoridade para seu filho e mostre a ele desde cedo quem manda em casa e que eles devem respeitar papai e mamãe. A situação está tão complicada em nossa época, que parece feio e agressivo falar que você, pai e mãe, são aqueles que mandam em casa. Essa é uma das principais razões pela crise de autoridade atual! Sim, dentro de um lar tem que ficar claro para os filhos que quem manda são os pais e eles devem respeito. Quando isso é claro, fica mais fácil ouvir, ponderar e aceitar a opinião dos filhos, se esse for o caso. Ainda assim, a palavra final é dos pais. Seja autoridade no seu lar, com humildade e firmeza, uma coisa não anula a outra!

6º Ame e discipline

O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o castiga” (Provérbios 13:24).
“Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho” (Hebreus 12:6).
“Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno” (Provérbios 23:13,14).
Veja também: Apocalipse 3.19, Provérbios 22.15, Hebreus 12.9-11, Provérbios 29.15 e 17, Provérbios 30.17 e 1 Coríntios 11.32.

Hoje em dia, a palavra disciplina não está na moda e é politicamente incorreta. Esse é um dos motivos pelos quais existem tantas crianças mal educadas! A Bíblia é cheia de alertas quanto à importância da disciplina física. A palmada (ou varinha) no bumbum é ensinada na Bíblia. A disciplina física às vezes se faz necessária, pois tem o poder de mostrar pra criança que suas escolhas erradas tem conseqüências desagradáveis. É claro, que essa correção deve ser feita após oração, após um tempo que for necessário para acalmar os ânimos e explicando para a criança o por quê da correção, o que ela fez de errado. Seja claro na explicação! Faça a disciplina com calma e bata no lugar certo, o bumbum, que é fofinho e não vai machucar a criança! Depois, em outro momento, leia versículos para seus filhos, ensine sua filha a importância da correção. O culto doméstico é uma boa hora para isso! Amor e disciplina estão intimamente ligados, a Bíblia nos mostra isso com o exemplo de Deus! Se você ama seu filho, discipline-o. Releia os textos acima!

Conclusão

  • Educar dá trabalho!
  • Bíblia é cheia de exemplos da paternidade perfeita de Deus para com seus filhos, aprenda na Bíblia!
  • Só conseguiremos ser boas mães e bons pais com a ajuda de Deus e sendo bons filhos e filhas de Deus!
  • Melhore o seu relacionamento com Deus também por amor a seu filho!
  • Devemos confiar nas misericórdias de Deus sobre nossa família!
  • Pague o preço de uma boa educação, em sua casa. Dá trabalho, mas vale a pena.
  • Não é fácil para ninguém, portanto incentivemos uns aos outros!

Um comentário sobre “Pressupostos e Princípios Bíblicos Para a Educação de Filhos

  1. Daniel Santos Jr disse:

    Muito bom! Recomendo.
    Às vezes precisamos de conceitos pontuais e didaticamente apresentados, como os mencionados acima, para fazer o que já sabíamos. A nossa lida diária sempre se incumbirá de bagunçar estes tópicos, mas isso justifica mais uma vez a necessidade de te-los listados dessa forma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s