Glorie-se no Senhor! (1 Coríntios 1.30-31)

1.30 Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, 1.31 para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. (1 Coríntios 1.30-31)

Em que você se gloria? É comum nos gloriarmos de nossos filhos. Falamos de quão espertos e bonitos eles são. Também nos gloriamos dos cônjuges, de suas conquistas e beleza. Interna ou externamente também nos gloriamos de nossas próprias conquistas, capacidades, beleza, senso de humor, bom senso, biograia, etc. Em suma, vários de nós vivemos nos gloriando, ainda que o façamos de forma tal que tentamos parecer humildes. Há até quem se glorie da própria humildade e piedade!

Os versículos acima estão em um contexto no qual Paulo está rebatendo o orgulho dos coríntios, visando tornar-lhes uma igreja unida. Estes dois versos são um parênteses em meio há vários trechos de exortação. Nos versos anteriores (1Co 1.26-29), Paulo afirmou que as pessoas que Deus chama normalmente não são poderosas, nem de nobre nascimento, aos olhos do mundo são loucas, fracas, insignificantes e desprezadas a fim de envergonhar as pessoas que tem tais características.

Depois de uma afirmação tão dura, Paulo faz um parênteses que confirma o que ele disse até aqui, mas traz à tona um lado muito confortador dessa verdade. Mesmo sendo fracos, desprezíveis e insignificantes aos olhos do mundo, nós somos do Senhor! Pertencemos a Deus Pai e isso é resultado da obra de Cristo por nós e em nós.

Cristo se tornou a nossa sabedoria; não a sabedoria humana que impressiona, mas por si só conduz ao inferno, mas a sabedoria divina. Nós temos a mente de Cristo (1Co 2.16). Cristo também se tornou justiça para nós. Em nós mesmos, somos sujos e pecadores. Mesmo as nossas justiças são asquerosas a Deus (Is 64.6), manchadas de corrupção e pecado. Mas em Cristo, somos feitos justos diante de Deus (Rm 3.21-24). Cristo também se tornou a nossa santificação. A nossa justificação pela fé é um ato que acontece fora de nós. Pela fé, Deus passa a nos considerar justos, mesmo que ainda não sejamos tal. A santificação é exatamente o processo que fará a nossa vida prática ser cada vez mais compatível com o que somos diante de Deus. Cristo é a nossa santificação. Ele enviou o Espírito Santo para nos habitar e purificar. Por meio da palavra dele é que vencemos as tentações e os pecados. Finalmente, o verso 30 afirma que Cristo se tornou também a nossa redenção. Podemos ter certeza de que a obra que Deus começou em nós será completada (Fp 1.6) por que Cristo já é a nossa redenção (remissão completa, salvação e glorificação). Por causa dele é que temos verdadeira esperança. Espiritualmente nós não temos e não somos nada. Jesus Cristo é o nosso Tudo.

Assim sendo, há espaço para o cristão se gloriar em alguma coisa que há nele mesmo? Absolutamente não! E é esta a conclusão de Paulo: aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. Nós podemos nos gloriar, desde que o façamos no Senhor. “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém.” (Rm 11.36).

Portanto, quando aos seus pensamentos a respeito de você mesmo estiveram sublimes demais, quado você vir a si mesmo como alguém muito especial po suas próprias capacidades e conquistas, lembre-se: você não tem motivo nenhum em si mesmo para se gloriar. Mas você pode se gloriar em Deus. Ele te escolheu, mesmo quando você era desprezível, e te cobriu de bênçãos espirituais que durarão eternamente. Você tem um Senhor e Salvador, Jesus Cristo, que transformou e está transformando você em alguém sábio, justo, santo e redimido. Pode ficar alegre! Pode contar para todo mundo! Você recebeu muito mais do que poderia pedir. Glorie-se. Glorie-se muito. Glorie-se no Senhor!

Oração: Santo Deus, obrigado porque Cristo se tornou a nossa sabedoria, justiça, santificação e redenção. Somos salvos e seremos completamente salvos por toda a eternidade. Cristo de dispôs a morrer por nós enquanto éramos pecadores rebeldes contra ele. Obrigado. Obrigado pela salvação completa que temos em Cristo Jesus. Perdoa-nos a nossa fútil pretensão de nos gloriarmos em nós mesmos. Em Cristo Jesus. Amém.

João Paulo Thomaz de Aquino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s