Hoje e Amanhã (1 Coríntios 1.4-9)

4 Sempre dou graças a [meu] Deus a vosso respeito, a propósito da sua graça, que vos foi dada em Cristo Jesus; 5 porque, em tudo, fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento; 6 assim como o testemunho de Cristo tem sido confirmado em vós, 7 de maneira que não vos falte nenhum dom, aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo, 8 o qual também vos confirmará até ao fim, para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo. 9 Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. (1 Coríntios 1.4-9)

 

 

Novamente meditaremos neste trecho da palavra de Deus, a ação de graças de Paulo na sua 1ª carta aos coríntios. Você já reparou como, aqui, Paulo fala da situação presente sempre em referência ao futuro? Ele agradece a Deus pelas bênçãos do hoje: graça que enriqueceu os coríntios em toda a palavra e conhecimento e confirmação do testemunho de Cristo nos coríntios por meio de dons espirituais. Essas são as realidades presentes advindas da graça de Deus: conhecimento e dons espirituais para o serviço aos irmãos em Cristo.

Mas Paulo também fala de uma dimensão futura que deve atuar como elemento motivador para os coríntios: “aguardando vós a revelação de nosso Senhor Jesus Cristo”. Esse trecho poderia ser traduzido também como “enquanto aguardais

 

ansiosamente a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo”. A ideia é que haverá uma revelação, uma aparição, uma vinda de Cristo. Mas enquanto isso não acontece, Deus não deixou os coríntios, e nem nós, sem ajuda ou bênçãos. O Cristianismo tem bênçãos para hoje, e bênçãos ainda maiores para amanhã.

Enquanto esperamos o amanhã, recebemos capacitação da parte de Deus para o servirmos. Outra lição importante vem da palavra grega para aguardar, que significa uma espera ansiosa e desejosa. Paulo esperava que os coríntios vivessem uma vida de profundo anseio pela vinda de Cristo Jesus.

Outra bênção “escatologicamente orientada” que Paulo diz que temos como cristãos é a confirmação (ou estabelecimento, o verbo grego significa estabelecer alguma coisa além da dúvida, uma certeza bem fundamentada). Ou seja, além de recebermos conhecimento e dons, recebemos também esse cuidado pessoal de Deus com relação a nossa vida cristã.

Até quando? O apóstolo dos gentios responde que isso acontecerá até o fim e com um objetivo específico: “para serdes irrepreensíveis no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo”. Note que novamente nos encontramos no Dia de Cristo, ou dia da revelação dele. Novamente uma bênção do hoje (confirmação) que visa o amanhã (sermos irrepreensíveis no grande dia).

E o que une essas duas realidades, a presente e a futura? O verso 9 termina afirmando: “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor”. De fato! A fidelidade de Deus garante que tanto hoje quanto amanhã estaremos em comunhão com Jesus. Ele em nós e nós nele, hoje e sempre! Que privilégio glorioso! Que honra! Que mistério! Como será glorioso o dia em que nós estivermos juntos com Jesus não somente no espírito, mas face a face. Ó que dia glorioso esse dia será!

Oração: Deus querido, obrigado pelas tuas bênçãos de hoje e pelas bênçãos que receberemos no dia em que o nosso Senhor voltar. Ajuda-nos a estarmos menos presos e preocupados com as coisas do aqui e mais desejosos de viver em nossa verdadeira casa. Seja louvado o teu nome por tudo. No nome de Jesus, aquele a quem esperamos ansiosamente. Amém.

João Paulo Thomaz de Aquino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s